FANDOM


A desassociação é uma doutrina do Corpo Governante das Testemunhas de Jeová baseado no seu entendimento de alguns textos bíblicos que importa examinar cuidadosamente. Os seus críticos argumentam não existir apoio bíblico para a existência das comissões judicativas congregacionais das Testemunhas de Jeová e para o modo como estas funcionam. Segundo o Departamento Legal da Sociedade da Torre de Vigia de Nova Iorque, a Comissão Judicativa é um Tribunal Eclesiástico que tem fundamentação bíblica, com competência para julgar assuntos religiosos em conformidade com a orientação bíblica.

Julgamentos no Antigo Israel Editar

No Antigo Israel, os regulamentos bíblicos e relatos relacionados, indicam que os casos de transgressões da Lei de Deus eram levados perante os anciãos da cidade. Os julgamentos eram realizados nos portões da cidade. (A Sentinela de 1/3/1977, pág. 152) Ao expôr uma causa publicamente, contribuia para um julgamento justo e como advertência para os demais espetadores.

"E Moisés passou a escolher homens capacitados dentre todo o Israel e a dar-lhes posições como cabeças sobre o povo, como chefes de mil, chefes de cem, chefes de cinquenta e chefes de dez. E julgaram o povo em toda ocasião propícia. Qualquer causa difícil traziam a Moisés, mas toda causa pequena resolveram eles mesmos como juízes." (Êxodo 18:25,26 NM) "Deves constituir para ti juízes e oficiais dentro de todos os teus portões que Jeová, teu Deus, te dá segundo as tuas tribos, e eles têm de julgar o povo com julgamento justo. Não deves desvirtuar o julgamento. Não deves ser parcial nem aceitar suborno ... ". (Deuteronómio 16:18-20 NM)

"Entrando pelos portões, encontrava-se um grande espaço aberto, o mercado da cidade, a praça pública, onde se realizavam todos os tipos de transações comerciais, e se fechavam e selavam contratos perante testemunhas. (Génesis 23:10-18; II Reis 7:1; Naúm 2:4) Ali era o foro público, onde se recebiam e transmitiam notícias (Neemias 8:1, 3; Jeremias 17:19), onde os anciãos faziam julgamentos (Rute 4:1-10), e onde o viajante podia passar a noite, se por acaso não se lhe oferecesse hospedagem particular." No Antigo Israel, "quando a transgressão exigia a sentença de morte, esta talvez fosse executada pela assembleia inteira [ isto é, pelos espetadores do julgamento ]." (Estudo Perspicaz das Escrituras, 1988, Vol. 1, pág. 503, 252)

No caso do homicida involuntário, "embora fosse recebido hospitaleiramente, teria de explicar o caso aos anciãos no portão da Cidade de Refúgio. Depois de ter entrado na cidade, seria mandado de volta para ser julgado pelos anciãos ... nos portões da cidade com jurisdição sobre a região em que ocorreu a morte. Ali teria a oportunidade de provar a sua inocência." (A Sentinela de 15/11/1995, pág. 13)

Julgamentos e Desassociação Editar

A Sociedade Torre de Vigia (dos EUA) explica em suas publicações, que a expressão "falar à congregação" nas instruções de Jesus Cristo em Mateus 18:17, significa levar o transgressor de um Erro Sério aos membros representativos da congregação local das Testemunhas de Jeová. Isto é, perante uma Comissão Judicativa congregacional.

"Se o acusado desejar trazer testemunhas que falem em seu favor no assunto em pauta, poderá fazê-lo. Contudo, não se permitem observadores. Não é permitido nenhum aparelho de gravação." (Prestai Atenção a Vós Mesmos e a Todo o Rebanho, 1991, pág. 110; Carta da Sociedade dos EUA de 16/4/1992) Depois que a testemunha de defesa testemunhar, será dispensada. A audiência judicativa continuará secreta, com três "juízes" ou cinco, dependendo da complexidade do assunto. Além disso, podem ser acessorados não oficialmente pelo Departamento Legal da filial ou congénere da STV.

Mateus 18:17 - "Seja [ aquele que foi expulso ] para ti apenas como homem das nações e como cobrador de impostos [ alguém que é desprezado e odiado ]". (TNM) Os judeus daqueles dias não se associavam com os gentios e repudiavam os cobradores de impostos. Se um(a) cristã(o) batizado violar a Lei de Deus e não arrepender-se, deveria receber tal tratamento.

I Coríntios 5:9-13 diz: "Escrevi-vos para não vos relacionardes com fornicadores. Não quis dizer-vos que devíeis separar-vos dos imorais deste mundo, ou dos avarentos, ladrões e idólatras; se assim fosse teríeis que sair deste mundo! Não! Escrevi que não deveis associar-vos com alguém que traz o nome de irmão, e no entanto é imoral, avarento, idólatra, caluniador, beberrão ou ladrão. Com pessoas assim, não deveis nem sequer sentar-vos à mesa. Porventura compete a mim julgar aqueles que estão fora? Não os de dentro que deveis julgar? Deus é quem vai julgar os que estão fora. Afastai do meio de vós o homem mau." (TNM)

O apóstolo Paulo ordena aos cristãos a deixar de se associar com um cristão batizado que se tornou num pecador não arrependido. Isso não é posto em dúvida. O apóstolo Paulo não diz que isso se aplica a quem discorde de algumas doutrinas, políticas ou procedimentos aprovados pelo Corpo Governante das Testemunhas de Jeová.

II João 9-11 (NM) diz: "Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras." Note que se fala de todo aquele que "não traz esta doutrina [ isto é, a Doutrina de Cristo ], não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis." (TNM)

O contexto se refere aos anticristos. O apóstolo João explicou claramente: "Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo [ Messias ]? Este é o anticristo, aquele que nega o Pai e o Filho". (I João 2:22) O apóstolo João não diz que se aplica a quem discorde de algumas doutrinas, políticas ou procedimentos aprovados pelo Corpo Governante.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.