FANDOM


As publicações da Sociedade Torre de Vigia (dos EUA), durante décadas, desencorajou os jovens das Testemunhas de Jeová de obterem Educação superior [ o mesmo que Ensino universitário ]. O interesse do Corpo Governante é que mantenham uma vida simples, seguramente doutrinada e plenamente devotada às suas atividades religiosas. Muitos foram aconselhados a preferir cursos técnico-profissionais - para aprender uma profissão que garanta o sustento próprio e de sua futura família. Além do mais, podem vir a ser valiosos recursos humanos para a religião. São incentivados a usar sua juventude no Serviço de Pioneiro por Tempo integral após conclusão do Ensino médio [ o mesmo que Ensino secundário ]. São incentivados a pensar no Serviço de Betel ou em ser missionários da Torre de Vigia. (Despertai! de 7/2006 pág. 23-5; Nosso ministério do Reino de 1/2008)

Seu conceito Editar

"É um fato que as Testemunhas de Jeová dão muito valor à educação escolar em termos gerais. Valorizam muito o falar e ler fluentemente, escrever bem, cálculo matemático, conhecer outros idiomas, ter ampla cultura geral, boa oratória e arte de ensino. Mas, ao longo dos anos, o Corpo Governante tem tido uma política de desencorajar os jovens Testemunhas de frequentarem o Ensino superior." (A Sentinela de 1/11/1992 pág. 10-21; de 1/2/1996 pág. 9-14)

Duma forma relutante, sem se comprometer, a liderança recomendou: "quando pais e jovens cristãos, hoje em dia, depois de avaliar com cuidado e oração os prós e os contras, decidem a favor ou contra estudos depois do Ensino médio [ o mesmo que Ensino secundário ], outros na congregação local [ isto é, os anciãos congregacionais ] não devem criticá-los [ isto é, considerá-los como não exemplares ]."

"Um dos principais objetivos da escolaridade é treinar os filhos para a vida quotidiana que inclui habilitá-los a cuidar das necessidades da sua família num tempo futuro. ... Os anos passados na escola preparam os filhos para as responsabilidades que terão de assumir na vida. As Testemunhas acham, por isso, que a educação deve ser levada muito a sério. ... as Testemunhas incentivam seus filhos a estudar diligentemente e a levar a sério as tarefas que recebem na escola. ... quando a instrução escolar é obrigatória até certa idade, as Testemunhas de Jeová acatam esta Lei. ("As Testemunhas de Jeová e a Educação, 1995, revisada em 2012) Esta publicação é uma revisão da brochura A Escola e as Testemunhas de Jeová’’, 1983.

"Muito embora as jovens Testemunhas se interessem por boa educação, elas não vão em busca do estudo com a intenção de obter prestígio e proeminência ... Assim, elas preferem cursos que sejam úteis para seu sustento no mundo moderno. Desse modo, muitos fazem cursos vocacionais ou frequentam escolas vocacionais. Ao deixarem a escola, eles desejam arranjar trabalho que lhes permita se concentrarem em sua principal vocação - o ministério cristão." (A Escola e as Testemunhas de Jeová, 1983, pág. 5)

Um perigo Editar

“No entanto, Satanás, o mestre do engano, tornou a busca por Educação superior um perigo para os cristãos. Muitos dos nossos jovens foram desviados da fé ou se envolveram em imoralidade ao buscar Educação superior. A luta pela fé torna-se ainda mais difícil quando a pessoa deixa a boa influência do lar e da congregação e se coloca no ambiente de uma universidade. ... Além de envolver más associações, a Educação superior em geral enfraquece a fé em Jeová Deus e na Bíblia. Antes de decidir o que fazer, todos devem considerar cuidadosamente as desvantagens e as supostas vantagens de buscar Educação superior. Os cristãos devem se lembrar de que o objetivo de qualquer educação adicional deve ser louvar a Jeová e servi-lo do modo melhor e mais eficiente possível, além de cuidar das suas necessidades materiais.” (Carta da Sociedade de 6/3/2012, a todos os Corpos de Anciãos sobre lembretes da Escola do Ministério do Reino de 2011)

Os congressos de Distrito de 2005 marcaram o reinício dum discurso mais duro contra os "perigos" do Ensino superior. Artigos posteriores na revista A Sentinela vieram reforçar essa ideia. (A Sentinela de 1/10/2005 pág. 26-9; de 15/10/2005 pág. 3-7) Em 22 de maio de 2005, Gerrit Losch, membro do Corpo Governante, disse num congresso especial na cidade de Monza, Itália:

"Entrar numa faculdade é o mesmo que apontar uma arma para a sua própria cabeça." Ele conclui a analogia dizendo "... alguns sobrevivem à faculdade. Mas Você [ que fez faculdade ] recomendaria isso a outros? Em vez de se perseguir o Ensino superior, a pessoa deveria crescer no conhecimento de Jeová [ isto é, assimilar bem a doutrinação da Torre de Vigia ]. E a melhor maneira de começar é ler a Bíblia todos os dias." A edição de estudo de A Sentinela de 15/10/2013 voltou a criticar o Ensino superior.

Consequências Editar

Se um ancião ou um servo ministerial, ou a sua esposa ou seus filhos, procurar ter Educação superior, eles têm ser reavaliados pelo Corpo de Anciãos local quanto às suas qualificações. Alguns perderam seus cargos na congregação local. Outros temem perder por causa das decisões de seus filhos. Em outros casos, os filhos coagidos pelos pais a não o fazer. A religião exclui-se do processo de reavaliação. Eles "devem ser exemplares em acatar os avisos dados pelo Escravo fiel e seu Corpo Governante no que se refere à educação. Será que um ancião, um servo ministerial ou um pioneiro ainda se qualificaria se ele, sua esposa ou filhos procurassem obter Educação superior? Isso dependeria das circunstâncias e de como ele seria encarado [ na congregação ].”

“Quando o Corpo de Anciãos considera o assunto com cuidado e oração, talvez fique bem evidente que o irmão tem uma atitude positiva sobre o que a Organização tem publicado a respeito de Educação superior e ainda tem o respeito de outros na congregação. Talvez observem também que ele e sua família estão mantendo os interesses do Reino em primeiro lugar, e os estudos não atrapalhem a assistência às reuniões e o ministério. Nesse caso, os anciãos talvez decidam que ele pode continuar a servir em sua designação.” (Carta da Sociedade de 6/3/2012, a todos os Corpos de Anciãos sobre lembretes da Escola do Ministério do Reino de 2011) E os anciãos com Educação superior, mesmo que bem qualificados, “não devem ser recomendados” para serem superintendentes de Circuito. (Carta da Sociedade de 27/2/2012, a todos os Superintendentes de Distrito)

E se o Corpo de Anciãos decidir que um ancião ou servo ministerial não se qualifica mais para servir? “Na maioria dos casos, essa decisão deve ser tomada por ocasião da visita do Superintendente do Circuito. Se o irmão não concordar com a decisão, poderá explicar seus motivos por escrito, e isso deve ser enviado junto com o relatório do Superintendente do Circuito.” (Carta da Sociedade de 6/3/2012, a todos os Corpos de Anciãos) Se for apenas Pioneiro regular e o Corpo de Anciãos decidir que "ele não se qualifica mais para esse privilégio por causa de decisões que tomou com respeito a Educação superior, a pessoa, a congregação e o Escritório da Filial devem ser informados do cancelamento da designação seguindo o procedimento normal.” (Carta da Sociedade de 6/3/2012, a todos os Corpos de Anciãos)

Saiba Mais Editar

Ligações externas Editar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória