FANDOM


Nenhum outro aspeto da sua atividade distingue tanto as Testemunhas de Jeová como as suas visitas de porta-a-porta. Pessoas em todo o mundo estão habituadas a vê-los tocar às suas portas para uma breve palestra bíblica onde oferecem suas publicações às pessoas interessadas.

"Espera-se da pessoa dedicada que apoie a causa do Pai, a causa da adoração verdadeira, que pregue em honra da Palavra e nome de Jeová Deus, que assuma as suas responsabilidades como um ministro, um pregador no serviço de campo de casa em casa, e que de outras formas participe plenamente nas atividades da Sociedade do Novo Mundo, para fazer progredir a proclamação do Reino e apoiar a adoração verdadeira de Jeová. A pessoa dedicada tem de ser uma testemunha de casa-em-casa como foi Cristo Jesus e os apóstolos tanto quanto lhe permita a sua habilidade, e tem de ser de outras formas uma testemunha e anunciador do reino teocrático da justiça." (A Sentinela de 1/7/1955, pág. 409, § 10 ed. inglês)

Alexander Macmillan declarou certa vez que o trabalho de "porta-em-porta" veio a ser encarado como "um arranjo que era conveniente manter" e "um dever para com Deus." As Testemunhas empenham-se regularmente nesta atividade, motivadas por amor a Deus e ao próximo, feito sem qualquer sentimento de compulsão ou por renumeração. Embora seja verdade que existem outras religiões que são fortes a evangelizar e que manifestam um espírito missionário, não existe nenhuma na qual ir "de porta em porta" é visto como o meio principal de divulgar a Doutrina Cristã e como uma evidência da genuinidade do cristianismo de cada adepto. Nos últimos anos, observa-se que a maior parte do seu aumento resulta dos esforços no testemunho informal, em vez do testemunho de porta em porta.

Testemunho "de casa em casa" Editar

O ensino do Corpo Governante das Testemunhas de Jeová acerca do testemunho "de casa em casa" é baseado em textos tais como Atos 5:42 e 20:20. Na Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas diz: "E cada dia no Templo e de casa em casa [ em gr. kat' oikon ] eles continuavam sem cessar a ensinar e a declarar as boas novas acerca do Cristo, Jesus. ... Enquanto eu [Paulo] não me refreei de vos transmitir tudo o que fosse proveitoso, nem de vos ensinar publicamente e de casa em casa [ em gr. kat' oikon ]." Defendem que a expressão "de casa em casa" indica atividade de porta em porta, indo consecutivamente de uma porta para a seguinte, uma porta a seguir à outra, visitando pessoas sem convite prévio e geralmente sem as conhecer previamente. Foi enfatizado que a preposição kata que significa literalmente "segundo", é usada aqui num sentido distributivo. A mesma expressão grega, kat' oikon, é também usada quatro vezes para se referir ao local de reunião dos cristãos nos lares de certos discípulos. [ A Tradução Interlinear do Reino em Romanos 16:5; I Coríntios 16:19; Colossenses 4:15; e Filêmon 2. Nestes versículos, a Comissão de Tradução do Novo Mundo da Bíblia traduziu kat' oikon por expressões do tipo "na casa deles," "na casa dela," e "na vossa casa." ] Que os apóstolos e outros cristãos primitivos visitavam pessoas nos seus lares particulares, é um fato. Que eles se empenhavam em atividade porta em porta conforme hoje é feita pelas Testemunhas de Jeová, é uma afirmação sem prova absolutamente nenhuma. (Em Busca de Liberdade Cristã, Raymond Franz, Atlanta: Commentary Press, 1991, pág. 207-236 - Cap. 7: De Casa em Casa)

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória