FANDOM


As Testemunhas de Jeová encontram-se entre os grupos minoritários vítimas do Holocausto Nazi. Foram realmente perseguidas e maltratadas por defenderem a neutralidade política e não apoiar o Governo Nazi. Recusavam a fazer a costumeira saudação nazista ("Heil Hitler", em sentido religioso "Heil" significa "Salvador") e em participar na propaganda pró-Nazismo. Os jovens Testemunhas, quando completavam a idade para o serviço militar, não ingressavam no exército e nem prestavam qualquer serviço militar não-combatente. Essa postura inflexível atraiu a atenção do Governo Nazi. Martin Poetzinger, uma das vítima dos Campos de Concentração, tornou-se mais tarde membro do Corpo Governante.

No Ano de Serviço de 1933, havia na Alemanha 19.268 publicadores de congregação. Durante todo o Regime Nazi, 6 019 Testemunhas passaram pelo menos algum tempo na prisão e 2.074 são enviadas a campos de concentração. Destas, apenas 623 morreram em resultado dos maus-tratos sofridos, 253 foram condenadados à morte e 203 delas foram executadas. (Anuário das Testemunhas de Jeová de 1975, pág. 214) As Testemunhas de Jeová podiam ser libertadas dos campos de concentração se, tão-somente, assinassem uma carta de renúncia de sua fé. Porém, alguns vacilaram e assinaram a carta de renúncia. (História de 10/2005, pág. 50-5) Por sua vez, as publicações da Sociedade Torre de Vigia (dos EUA) costuma inflacionar as estatísticas acima dizendo que cerca de 10 mil Testemunhas foram presas em campos de concentração durante o periodo Nazi. Ela também estima que 2.500 a 5 mil morreram.

Cronologia exata dos Fatos Editar

Adolf Hitler assumiu o poder na Alemanha, em 30 de janeiro de 1933. A 4 de fevereiro, o Governo Nazi decreta que a Polícia podia confiscar publicações que pussesem em perigo a ordem e a segurança pública, e também restringia a liberdade de reunião e de imprensa. A 28 de fevereiro, depois do incêndio do parlamento alemão [ Reichtag ], o Presidente Hindenburg assinou o "Decreto para a Proteção do Povo e do Estado", que leva a detenção preventiva dos opositores políticos. A 4 de abril, a Filial da Alemanha da Sociedade Torre de Vigia (dos EUA), em Magdeburgo, foi confiscada. Por pressão do Departamento de Estado dos EUA e como a polícia alemã não encontrou nada de ilegal, a propriedade acabou por ser devolvida.

Em maio de 1933, a Gestapo fez uma busca na casa de uma ex-Testemunha de Jeová, Ewald Vorsteher, de Wuppertal-Barmen, encontrando escritos que denunciavam implacavelmente os objetivos anti-semitas e desumanos do regime de Hitler. O Governo Nazi imputou às Testemunhas de Jeová a responsabilidade pelas atividades de Ewald Vorsteher dando-lhes o motivo para ilegalizar as atividades da STV na Alemanha. Nessa ocasião, a Filial da Alemanha realizava um congresso no Wilmersdorfer Tennishallen, em Berlim, em 25 de junho de 1933. Nesse congresso, Rutherford apresentou uma resolução que iria ser enviada a todas autoridades alemãs. Esse documento foi chamado de "Declaração de Fatos". Foram distribuídos 2,5 milhões de exemplares por toda Alemanha. Rutherford também redigiu uma carta pessoal para Hitler para ser enviada juntamente com um exemplar da "Declaração de Fatos". Ambos os documentos podem ser vistos no Museu Memorial do Holocausto, em Washington, DC.

Nos documentos acima citados, provam que a STV representada pelo seu presidente, Joseph Rutherford, procurou estabelecer uma plataforma de compromisso com o Governo Alemão. Foi seu parceiro nesta transigência Paul Balzereit, então Superintendente da Filial da Alemanha. Existem documentos oficiais que provam que o seu sucessor, Erick Frost, tornou-se no principal informador da Gestapo. (A Religião Falsa: A Verdade Sobre as Testemunhas de Jeová, Rolf Nobel, Hamburgo, 1985; cuja fonte principal é o documento "Haftbuch n.º 292, Gestapo Berlim, Dienststelle II B 2")

Após o Congresso de Berlim, em 28 de junho de 1933, a Filial da Sociedade é novamente confiscada e suas atividades são proscritas. Desde então, Rutherford adotou uma posição de força contra a Alemanha Nazi. A primeira menção da existência de Campos de Concentração [ chamados de "campo de reeducação pelo trabalho" ] e das atrocidades do Governo Nazi pelas publicações da STV, foi na revista A Idade de Ouro de 16/8/1933, na ed. inglês. [ Em 22 de março, é aberto o Campo de Concentração de Dachau, perto de Munique. ] Apesar disso, a maioria das Testemunhas de Jeová sob o domínio da Alemanha Nazi mantiveram a sua neutralidade como objetores de consciência, preferindo sofrer martírio a transigirem a sua .

As Testemunhas de Jeová argumentam continuamente que estiveram unidas na sua oposição ao Nazismo e não cooperaram com o Terceiro Reich [ Império Alemão ]. No entanto, foram revelados documentos oficiais que provam o contrário. Usando materiais de arquivos das Testemunhas, do Departamento de Estado dos EUA, do Governo Nazi e de outras fontes credíveis, o historiador Prof. James Penton demonstrou que enquanto muitas Testemunhas alemãs foram corajosas na sua oposição ao Nazismo, seus líderes estavam dispostos a apoiar o Governo de Hitler. Uma análise pormenorizada e não tendenciosa da "Declaração de Fatos", é apresentada como a principal prova.

A liderança da religião chama ao documento acima um protesto contra a perseguição Nazi. No entanto, um exame pormenorizado mostra que continha ataques amargos à Grã-Bretanha e aos EUA - conjuntamente referidos como "o maior e mais opressivo império da Terra", à Sociedade das Nações [ antecessora da ONU ], ao Alto comércio e, acima de tudo, aos judeus, que são referidos como "os representantes de Satanás, o Diabo". Mais tarde nesse ano, quando os Nazis não aceitaram a adulação de Joseph Rutherford, apelou às Testemunhas para que procurassem o martírio levando a cabo uma campanha de resistência passiva. Muitos acabaram por morrer em prisões e campos de concentração, outros foram executados. Os líderes das Testemunhas do Pós-guerra têm tentado usar este fato para afirmar que as Testemunhas se posicionaram de forma consistente contra o Nazismo, mantendo exemplarmente uma estrita neutralidade." (As Testemunhas de Jeová e o Terceiro Reich: Politicas Secretas sob Perseguição, Prof. James Penton, University of Toronto Press, Canadá, 2004)

Declaração de Renúncia Editar

Tradução da declaração que as SS [ Schutzstaffel, "Unidade de Proteção", também conhecidas por Sturmstaffel, "Unidade de Assalto" ] tentavam obrigar as Testemunhas de Jeová a assinar. (História de 10/2005, pág. 50-5)

Campo de Concentração .........................

Departamento II ......................

DECLARAÇÃO

Eu,................................................, nascido(a) a ...................., em ....................................... faço por meio desta a seguinte declaração:

  1. Eu vim a saber que a Associação Internacional dos Estudantes da Bíblia (IBSA) está divulgando ensinos falsos e, sob o manto da religião, empenha-se por objetivos hostis ao Estado.
  2. Por conseguinte, abandonei inteiramente essa organização e libertei-me totalmente dos ensinos dessa seita.
  3. Por meio desta dou garantia de que jamais voltarei a participar nas atividades da Associação Internacional dos Estudantes da Bíblia. Qualquer pessoa que venha a mim com os ensinos dos Estudantes da Bíblia, ou que de algum modo revele suas ligações com eles, denunciarei imediatamente. Toda publicação dos Estudantes da Bíblia que seja enviada ao meu endereço entregarei imediatamente à delegacia mais próxima.
  4. Prezarei de agora em diante as leis do Estado, e em especial na eventualidade de guerra, de arma em punho, defenderei a pátria, e me integrarei de toda maneira na comunidade do povo.
  5. Fui informado de que serei imediatamente colocado de novo sob prisão preventiva, se eu vier a agir contrário à declaração feita hoje.

Data, ................

Assinatura: ..................................,

Saiba Mais Editar

Ligações Externas Editar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória