FANDOM


Desde Fevereiro de 1997, as Testemunhas de Jeová tem dado uma crescente atenção à divulgação religiosa através da Internet. O seu Escritório de Informação Pública, sob coordenação da Comissão de Redação do Corpo Governante das Testemunhas de Jeová, dirige um conjunto de atividades informativas oficiais, sistematicamente organizadas e dirigidas à comunicação social, classe médica, autoridades judiciais, autoridades governamentais e ao público em geral, com vista a firmar e alargar a sua projeção junto da opinião pública, transmitindo uma boa imagem da organização e procurando neutralizar a atividade crescente de seus críticos. Veja seu conceito de Guerra teocrática.

Isso tem sido importante diante as crítica às sútis mudanças doutrinais, as suas explicações bíblicas sobre expetativas não cumpridas, aos escândalos de Abusos seuxuais de menores, aos alegados perjúrios perante as autoridades governamentais, judiciais e na comunicação social, a intolerância profunda que a liderança nutre contra os seus ex-membros e demais críticos, a todos os opositores à divulgação da STV de fatos destorcidos ou omitidos sobre sua história e políticas internas.

"Quais são os perigos de usar a Internet para nos comunicar com alguém que não conhecemos?" O Corpo Governante responde: "Alguém que conhecemos pela Internet pode facilmente nos enganar quanto à sua identidade, espiritualidade e intenção. Quem se diz Testemunha de Jeová pode ser, na verdade, descrente, desassociado ou até mesmo apóstata." (Nosso Ministério do Reino de 7/2007, pág. )

"Será que o Corpo Governante aprova que grupos de Testemunhas de Jeová se reúnam à parte da congregação para realizar pesquisas ou debates sobre a Bíblia?" O Corpo Governante responde: "Não. Mesmo assim, em várias partes do mundo, alguns dos que se associam com a nossa organização formaram grupos para realizar pesquisas independentes sobre assuntos bíblicos. Alguns fazem parte de grupos que pesquisam o hebraico e o grego usados na Bíblia a fim de analisar a exatidão da Tradução do Novo Mundo. Outros pesquisam assuntos científicos relacionados à Bíblia. Esses grupos criam páginas na Internet e salas de bate-papo que têm por objetivo trocar ideias e debater seus pontos de vista. Também organizam palestras e produzem publicações para divulgar suas conclusões e complementar o que é transmitido em nossas reuniões cristãs e publicações.... o Escravo fiel e discreto não apoia quaisquer publicações, reuniões ou páginas na Internet que não sejam produzidas ou organizadas sob a supervisão dele." (Nosso Ministério do Reino de 9/2007, Perguntas Respondidas, pág. )

Como Lidar com pesquisadores Editar

Em 2001, o Corpo Governante enviou orientações aos anciãos (superientendentes) congregacionais sobre a forma como devem lidar com pesquisadores académicos. É designado formalmente em cada unidade congregacional um ancião qualificado como o único repesentante de Relações Públicas da congregação local. (Carta da Sociedade do Brasil de 4/7/2001, n.º 20A; em inglês, Carta da Sociedade dos EUA de 25/4/2001) São ainda dadas orientações adicionais sobre como os anciãos devem proteger os membros da congregação local contra o perigo da "Apóstasia". (Carta da Sociedade do Brasil de 20/7/1997, n.º 29A; A Sentinela de 15/4/2001; A Sentinela de 1/5/2000, pág. 8-10; Nosso Ministério do Reino de 11/1999, pág. 3-6)

Medo e paranóia dos apóstatas Editar

Dentre os perigos da Internet (pornografia, pedofilia, namoro on-line, etc ... ) que as Testemunhas devem rejeitar, isso incluí os "apóstatas" organizacionais. Num discurso dos Congresso de Distrito 2007, um membro da Comissão da Filial do Brasil afirmou: "os registos de Betel estão cheios de arquivos de irmãos, jovens em especial, que não vigiaram a Internet. ... e acontece muito, porque em muitos casos estes jovens tiveram de ser desassociados." Já outros tiverem de provar seu "arrependimento" perante uma Comissão Judicativa congregacional, para não serem expulsos e votados ao ostracismo. Tem que renunciar quaisquer cargos ou designações congregacionais que ocupem. Sem que estes tenham violado leis bíblicas, a nível congregacional e familiar se tornam Testemunhas reprovadas e de fraca espiritualidade.

A revista A Sentinela de 15/3/2008, na ed. não distribuída ao público, argumenta que tudo que se escreve contrário ao que é publicado pela Sociedade Torre de Vigia é coisa de Satanás, o Diabo, e pode levar à perda da Vida Eterna. Diz na pág. 5: "Mas a nossa disposição de ceder ou de ser razoável nunca nos deve levar a fazer concessões a apóstatas. Nossa posição clara e firme nesse respeito é necessária para manter a pureza da verdade e a união da congregação. ... Nos raros casos em que surge Apostasia, os cristãos dedicados mantêm-se firmes pelo que é certo." (Nosso Ministério do Reino de 8/2008 pág. 1 - Como permanecer firmes aos que se opõem intensamente à Adoração verdadeira?) A STV desvaloriza com ironia ao dizer "nos raros casos em que surge Apastasia. Prefere antes distorcer ou ignorar as críticas fundamentadas que são desfavoráveis ou prejudiciais aos seus interesses.

Sobre o uso de Websites Editar

"Não há necessidade de ninguém preparar páginas na Internet sobre as Testemunhas de Jeová, sobre nossas atividades ou crenças. Nossa página oficial apresenta informações exatas para quem as desejar." (Nosso Ministério do Reino de 11/1997, pág. 7)

"Vale notar que diversas pessoas criaram Sites na Internet aparentemente para pregar as Boas Novas. Muitos desses sites são de autoria de irmãos imprudentes." Falando sobre a necessidade ou não de Testemunhas de Jeová individualmente criarem esses sites, reafirma o já mencionado Nosso Ministério do Reino de 11/1997 que declarou: "Não há necessidade de ninguém preparar páginas na Internet sobre as Testemunhas de Jeová, sobre nossas atividades ou crenças."" (Nosso Ministério do Reino de 11/1999, pág. 4 § 18)

Por outras palavras, as Testemunhas devem deixar isso ao cuidado do seu Escritório de Informação Pública. Se os anciãos congegacionais ficarem sabendo que Testemunhas que secretamente leia livros, blogues, websites, fóruns ou digitar com dissidentes da religião, podem ser convocadas perante uma Comissão Judicativa.

"Temos uma página oficial na Internet ... Essa página cumpre bem o papel de informar o público. Não existe necessidade de que alguma pessoa, comissão ou congregação prepare outro Site a respeito das Testemunhas de Jeová. Alguns têm disponibilizado o conteúdo completo de nossas publicações ... Reproduzir e distribuir publicações das Testemunhas de Jeová em formato eletrónico é uma violação das leis de direitos autorais, independentemente de se lucrar ou não com essa prática. Mesmo que alguns encarem isso como um favor prestado aos irmãos, tal proceder não é correto e deve ser descontinuado." (Nosso Ministério do Reino de 9/2002, pág. 8 § 6; veja tambem "Direitos Autorais - orientações", Carta da Sociedade do Brasil de 1/8/2001, n.º 24A)

As Testemunhas são exortadas a não formarem grupos particulares de estudo bíblico. Algumas têm se reunido com o objetivo de estudar o hebraico e o grego original, além de formarem fóruns na Internet alegadamente para ajudar outras Testemunhas a fortalecer suas crenças nas doutrinas das Testemunhas de Jeová. Informa que tudo que as Testemunhas precisam em termos de ensino ela já publica e pede que tais grupos sejam dissolvidos. Ao invés de tomarem essa iniciativa independente, o Corpo Governante orienta as Testemunhas usarem apenas as publicações da Sociedade Torre de Vigia. (Nosso Ministério do Reino de 9/2007)

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória