FANDOM


Organização das Nações Unidas ou simplesmente Nações Unidas (ONU), é sucessora da Sociedade das Nações (SDN). As Testemunhas de Jeová chamam a Sociedade das Nações de Liga das Nações. Tem um papel muito importante nas interpretações proféticas das Testemunhas de Jeová. (Revelação 17:3-18; Mateus 24:15,16)

"A verdadeira paz e segurança virá somente pela vontade de Deus, e do modo Dele: por meio do Seu Reino, e não por meio da ONU." (Despertai! de 8/7/1996, pág. 25) Crêem por isso que é errado considerar a ONU como expressão politica do Reino de Deus na Terra e como última esperança de paz para a Humanidade. No seu entendimento, a ONU é "uma imitação blasfema do Reino Messiânico de Deus". (Revelação - Seu Grandioso Clímax Está Próximo!, 1988, pág. 248 § 9) Ela funciona como "porta-voz para propaganda satânica." (A Sentinela de 15/6/1961, pág. 360, ed. inglês; A Sentinela 1/3/1959, pág. 150, ed. inglês) Veja Falso profeta e [[Anticristo].

Sociedade das Nações foi uma organização internacional de nações, idealizada em Janeiro de 1919, entre os países vencedores da I Guerra Mundial. Em 28 de Junho de 1919, foi assinado o Tratado de Versalhes, que estabelecia a SDN. Em 7 de Setembro de 1919, no congresso dos Estudantes da Bíblia em Cedar Point, Ohio, EUA, no discurso público “A Esperança Para a Humanidade Angustiada”, Joseph Rutherford afirmou: "é certo ... que o desagrado do Senhor recairá sobre a Liga porque os clérigos — católicos e protestantes — que afirmam ser representantes de Deus, abandonaram o plano Dele e endossaram a Liga das Nações, aclamando-a como a expressão política do reino de Cristo na Terra".

Em Setembro de 1939, foi incapaz de impedir a II Guerra Mundial. Foi formalmente extinta em 1942. A sua sucessora, a ONU, é fundada a 26 de Junho de 1945. "Que dizer da organização sucessora da Liga, as Nações Unidas? Desde que foi concebido, este organismo também tem a grande meretriz montada nas costas, visivelmente associada com ela e tentando dirigir o seu destino. Por exemplo, no seu 20º aniversário, em Junho de 1965, representantes da Igreja Católica Romana e da Igreja Ortodoxa Oriental, junto com protestantes, judeus, hindus, budistas e muçulmanos — reputadamente representando dois biliões da população da Terra — reuniram-se em São Francisco, Califórnia, para solenizar seu apoio e sua admiração à ONU. (Revelação - Seu Grandioso Clímax Está Próximo!, 1988, pág. 242-3 § 19, 21)

"Não obstante, as religiões do mundosempre ansiosas de boa afinidade com a ONU — empreenderam a divulgação daquele ano [de paz] de diversas maneiras." (Revelação - Seu Grandioso Clímax Está Próximo!, 1988, pág. 249) Afirmaram em suas publicações que "não encontramos [ a Sociedade Torre de Vigia (dos EUA) ] associada à organização das Nações Unidas como um de seus membros, igual à recém formada nação do moderno Israel que se ligou às Nações Unidas." (A Sentinela de 15/4/1958, pág. 237, ed. inglês)

São encaradas como tendo o objetivo de "desviar as pessoas de Deus e de Cristo. É por isso, elas são uma coisa desoladora, produto de Satanás e uma abominação aos olhos de Deus." ... As Testemunhas de Jeová já por muito tempo têm exposto essas organizações humanas de paz como repugnantes aos olhos de Deus." (A Sentinela de 1/5/1999, pág. 15 § 7-8; A Sentinela de 15/12/1929, pág. 374, ed. inglês; de 1/12/1952, pág. 714, ed. inglês; A Sentinela de 1/3/1967, ed. inglês, pág. 157)

Coisa repugnante

Mateus 24:15,16 diz: "Portanto, quando avistardes a coisa repugnante que causa desolação [ legiões romanas em 66 EC comandadas por Céstio Galo, Governador da Síria ], conforme falado por intermédio de Daniel, o profeta, estar em pé num lugar santo [ "estar de pé num lugar onde não devia", segundo Marcos 13:14 ] que o leitor use de discernimento, então, os que estiverem na Judeia comecem a fugir para os montes." (NM)

O apóstolo Mateus aplica neste assunto o texto de Daniel 9:27 que diz: "E ele terá de manter em vigor o pacto [ isto é, o Pacto da Lei ] para com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferenda [ com a morte do Messias ]. E sobre a asa de coisas repugnantes haverá um causando desolação; e até a exterminação derramar-se-á a coisa determinada também sobre aquele que jaz desolado." (NM) O termo bílico "Coisa repugnante" é uma expressão de desprezo para uma estátua de um ídolo (Deuternómino 7:25), e por extensão, a idolatria em geral. "Coisa repugnante que causa desolação" ou "Abominação desoladora", é uada nos livros de Daniel e I Macabeus para designar o altar pagão que Antíoco Epífanes mandou erger no Templo de Jerusalém, em 168 AC. (I Macabeus 1:54; Daniel 11:31)

No I Século EC, o aparecimento da "coisa repugnante que causa desolação", fazia parte dum sinal composto que Jesus deu aos cristãos. Em 66 EC, a "coisa repugnante" era os “exércitos acampados” de Roma. "Desde a Primeira Guerra Mundial, temos visto o cumprimento maior do sinal de Jesus, registrado no Cap. 24 de Mateus. ... Mostrando a confiança que os servos de Jeová tinham no cumprimento desta profecia, A Sentinela em inglês, de 1 de Janeiro de 1921, enfocou-a relacionado com acontecimentos no Médio Oriente." (A Sentinela de 15/3/1990, pág. 8-9; A Sentinela de 1/5/1999, pág. 17 § 7-8) Veja 1914.

Fera cor de escarlate

"Revelação descreve uma fera cor de escarlate [ a imagem do sistema político de Satanás ] que existe por algum tempo, que desaparece e então retorna. (Revelação 17:3,8) Esta fera é apoiada pelos governantes do mundo. Os pormenores fornecidos na profecia ajudam-nos [ na interpretação do Corpo Governante ] a identificar essa fera simbólica como uma organização de paz, que veio à existência em 1919 como a Liga das Nações ("coisa repugnante") e que agora é a ONU." (A Sentinela de 1/5/1999, pág. 17 § 15; O Homem em Busca de Deus, 1990, pág. 370 § 10) A ONU é também chamada de "o oitavo rei". (Revelação 17:11 NM - "E a fera que era, mas não é, é ela mesma também um oitavo [ rei ], mas procede dos sete [ do inteiro sistema político de Satanás ], e vai para a destruição.")

Sua associação com a ONU

O jornal inglês "The Guardian" de 8/10/2001, causou forte impato sobre a comunidade religiosa das Testemunhas de Jeová. Num artigo da autoria do repórter Stephen Bates, noticia que a Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados de Nova Iorque, esteve afiliada à ONU como uma ONG (organização não-governamental), desde de 1991. Isto permaneceu desconhecido entre as Testemunhas de Jeová, durante 9 anos. Não existem quaisquer referências em suas publicações sobre este assunto. Veja a reportagem na íntegra.

Critérios de Associação de ONGs

É um fato que a Diretoria da Sociedade Torre de Vigia solicitou a associação com o DPI da ONU, foi um ato voluntário. Obviamente, isso não é incorporação ONG na ONU e nem esta se torna seu membro. Os critérios para uma ONG se associar ao DPI da ONU são os seguintes:

  • Que a ONGs compartilhe dos ideais da Carta das Nações Unidas;
  • Que opere apenas numa base não-lucrativa;
  • Que tenha demonstrado interesse nas questões das Nações Unidas e provem a capacidade de atingir grandes audiências, tais como educadores, representantes da média e formadores de opinião e a comunidade mercantil;
  • Se comprometa em conduzir programas eficientes de informação sobre as atividades da ONU através da publicação de folhetos, panfletos, organizando conferências, seminários e mesas redondas; e atraindo o interesse dos Média.

Manobras de Desinformação

Numa carta de 22/10/2001 para o jornal The Guardian, Paul Gillies, responsável pelo Departamento de Informação Pública das Testemunhas de Jeová da Grã-Bretanha, admite a "associação" mas sugere que o Corpo Governante não conhecia os critérios de associação da ONU para as ONGs. Devido à desinformação contida na carta de Gillies, o The Guardian entendeu recusar a sua publicação.

No comunicado de 11/10/2001, o Diretor do Departamento de Informação Pública (DPI) da ONU, Paul Hoeffel, confirma que em 9 de Outubro de 2001 - apenas um dia após a reportagem acima - a Sociedade Torre de Vigia de Nova Iorque solicitou seu desligamento. Ciro Aulicino, membro sénior do Departamento de Redação e representante da ONG Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados de Nova Iorque junto da ONU, solicitou o fim de sua associação. O documento explica:

"Recentemente, a Seção das ONGs [ organizações não-governamentais ] tem estado a receber numerosos pedidos de informação sobre a associação da Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados de Nova Iorque com o Departamento de Informação Pública (DPI). Esta organização requereu associação com o DPI em 1991 e foi-lhe concedida associação em 1992."

"Ao aceitar associação com o DPI, a organização concordou em preencher os critérios para associação, incluindo apoio e respeito aos princípios da Carta das Nações Unidas e compromisso e meios de conduzir programas de informação efetivos com os seus constituintes e para uma audiência mais vasta sobre as atividades das Nações Unidas. Em Outubro de 2001, a Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados de Nova Iorque pediu o término da sua associação com o DPI. Seguindo este pedido, o DPI tomou a decisão de desassociar a Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados de Nova Iorque em 9 de Outubro de 2001."

A Resposta Oficial

Na Carta da Sociedade dos EUA de 1/11/2001, a Comissão Presidente do Corpo Governante informa a todos os Escritórios de Filial do seguinte:

"Devido à publicação de alegações feitas pelos opositores quanto a termos vínculos secretos com as Nações Unidas, um número de escritórios têm perguntado sobre o assunto e temos respondido. Esta circular substitui quaisquer respostas que tenham sido dadas anteriormente e está sendo encaminhada a todos os escritórios. A qualquer um que pergunte sobre o assunto no território coberto por seu escritório, vocês poderão fornecer a resposta que segue:"

"Nosso objetivo ao nos registrar em 1991 como uma organização não-governamental (ONG), no Departamento de Informações Públicas (DPI), foi possibilitar o acesso a material de pesquisa na biblioteca das Nações Unidas sobre problemas de saúde, ecológicos e sociais. Nós utilizamos a biblioteca durante muitos anos até 1991, mas, naquele ano, tornou-se necessário o registro como uma ONG para se continuar a ter acesso à biblioteca."

"Os formulários preenchidos na época junto às Nações Unidas, que temos arquivados, não contém quaisquer declarações que conflitam com nossas crenças cristãs. Além do mais, as ONGs foram notificadas pelas Nações Unidas que a associação das ONGs com o DIP não constitui sua incorporação ao sistema das Nações Unidas, nem conferem às organizações associadas ou ao seu pessoal quaisquer privilégios, imunidades ou estatuto especial."

"Mesmo assim, o critério para a associação das ONGs – pelo menos em sua mais recente versão – contém termos os quais não podemos aceitar. Quando descobrimos isso, imediatamente retiramos o nosso registro. Somos gratos por tal assunto ter sido trazido à nossa atenção. Acreditamos que o acima será de ajuda para combater às tentativas dos opositores em nos desacreditar."

Respostas conflituosas

Geraram-se respostas conflituosas nos vários Escritórios de Filial, ao serem surpreendidos pela notícia e tiveram que lidar do melhor modo que sabiam com os muitos pedidos de esclarecimento. Por exemplo, compare a primeira explicação vs. a segunda explicação do Escritório de Filial de Portugal.

"O registro da Sociedade Torre de Vigia como uma ONG que defende os direitos humanos, "é usar um estatuto que a ONU concede a várias organizações não-governamentais, sem no entanto violar a sua Neutralidade Cristã." ... Dessa forma, "para a Sociedade poder defender os interesses dos nossos irmãos em países onde os seus direitos humanos são violados, e fazer chegar até eles assistência médica, alimentar e outra (como aconteceu em Ruanda e em muitos outros países e mais recentemente na Geórgia, onde os nossos irmãos são privados dos seus direitos humanos mais elementares) é necessário que a Sociedade esteja registrada na ONU como organização humanitária. Só assim é possível acudir às necessidades dos nossos irmãos, muitas vezes pedindo reuniões com governantes em altos cargos governamentais, embaixadores, etc. Todavia, isso não significa que a Sociedade esteja de alguma forma a envolver-se politicamente com a ONU ou a apoiar as suas decisões políticas. Não! O povo de Jeová continua a manter-se politicamente neutro." (Carta da ATJ de Portugal de 8/10/2001 a particular. N.E. - O registro da Sociedade Torre de Vigia de Nova Iorque como uma ONG que defende os direitos humanos, não é o motivo da polémica. )

Uma segunda e diferente explicação seria dada. O motivo do registo foi "possibilitar o acesso a material de pesquisa na biblioteca das Nações Unidas", a Dag Hammarskjold. (Carta da ATJ de Portugal de 2/11/2001 a particular, reproduz a resposta padrão do Corpo Governante da Carta da Sociedade dos EUA de 1/11/2001)

Um Novo Entendimento?

A fera de cor de escarlate, mencionada em Revelação 17:3-15, "representa a Organização das Nações Unidas. ... odiará a meretriz, e a fará devastada e nua, e comerá as suas carnes e a queimará completamente no fogo. Contudo, a fera que destruirá Babilónia, a Grande, gananciosamente voltará seus olhos também para o povo de Jeová. Ao tentar aniquilar o povo de Jeová, o assírio moderno estará na verdade lutando contra Jeová Deus e o Cordeiro, Jesus Cristo. Uma batalha que o assírio não poderá vencer." (Profecia de Isaías - Volume I, 2000, pág. 153 § 20-3) "Revelação 17:16,17 mostra que Deus ainda porá no coração de certos governantes humanos, que têm destaque nesta "fera" [ as nações dominantes na ONU ], desolarem o império mundial da religião falsa [ a Babilónia, a Grande ]. Este ataque marcará o irrompimento da Grande Tribulação." (A Sentinela de 1/5/1999, pág. 17 § 15; O Homem em Busca de Deus, 1990, pág. 370 § 10)

"Gogue de Magogue [ Gogue, personagem mencionada em Ezequiel 38 e 39 e Revelação 20:8-10 ] é identificado como sendo Satanás, o Diabo, na sua condição rebaixada desde 1914. Ele, como criatura espiritual, não pode executar seu ataque diretamente, mas usará agentes humanos para fazer isso. Quem serão esses agentes humanos? A Bíblia não nos fornece pormenores, mas nos dá certos indícios que podem nos ajudar a identificar quem serão. Ao passo que se desenrolam os acontecimentos mundiais em cumprimento das profecias bíblicas, aos poucos obteremos um quadro ainda mais claro. O povo de Jeová evita especulações, mas continua espiritualmente vigilante, plenamente apercebido dos acontecimentos políticos e religiosos que se encaixam no cumprimento da profecia bíblica." (A Sentinela de 1/6/2003, pág. 20 § 11) Num estilo habitual pouco preciso e cauteloso, o Corpo Governante dá indícios de que seu anterior ensino sobre ONU já não é bem assim.

Saiba Mais

Ligações Externas

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória