FANDOM


As publicações da Sociedade Torre de Vigia (dos EUA), principal entidade jurídica usada pelo Corpo Governante das Testemunhas de Jeová, tem vindo a usar diversas técnicas de propaganda, algumas delas de forma explícita. Tem como objetivo de persuadir as pessoas alcançadas pela sua mensagem e, principalmente, manter sob controlo seus membros. Se entregar a sua Liberdade de Consciência dada por Deus a um líder político, um líder religioso, ou um guia espiritual, por elevado que ele apareça, Você está na realidade tornando-se num escravo / objeto dele. Deixar de ser programado é fácil ... Basta para isso olhar a situação de fora com certo distanciamento, sem pressões de ninguém e sem medos, com tranquilidade e serenidade. A regra é: "Não deixe que outros pensem para Você."

Uso de Estereótipos Editar

Os propagandistas utilizam estereótipos para criar impressões fixas sobre determinado grupo de pessoas, instituições ou povos. Os seus elementos individuais não recebem julgamento em base individual, as suas ações são interpretadas de acordo com as expetativas da imagem estereotipada aplicada sobre eles. A propaganda incentiva o estereótipo, seja com conotações positivas ou negativas, para angariar simpatia à sua mensagem bem como criar ou aprofundar a hostilidade às ideias contrárias. Note como exemplos povos quase sempre estereotipados - os judeus (avarentos, gananciosos), os japoneses (só pensam em trabalho), os muçulmanos (terroristas), entre outros.


A mais poderosa arma psicológica usada nas publicações da Sociedade Torre de Vigia (dos EUA) é criar estereótipos tanto para si mesma, e para as Testemunhas de Jeová, quanto para seus rivais. O Corpo Governante costuma apresentar as religiões cristãs [ a Cristandade ] e os governos humanos, de acordo com sua própria interpretação particular da Bíblia, além de fazer uma seletiva interpretação de fatos históricos. Esmera-se em criar estereótipos desfavoráveis com o objetivo de degradar o Cristianismo praticado por outras religiões, selecionando aspetos negativos de determinados grupos religiosos cristãos durante a História, tal como o conflito entre católicos e protestantes na Irlanda do Norte e as Cruzadas. E, generaliza suas conclusões, aplica a totalidade das religiões cristãs as caraterísticas negativas.

Para as Testemunhas de Jeová, a única Religião Verdadeira, todas as outras religiões cristãs são encaradas como falsas e fazem parte da meretriz Babilónia, a Grande, o império mundial da Religião Falsa, nome extraído do livro bíblico de Revelação 18:2. Somente elas possuem a Verdade e sua missão é divulgá-la aos cristãos nominais [ ou falsos cristãos ] religiosas, para encontrar os que "amam a Deus" [ ou pessoas "semelhantes a ovelhas" ]. Outro estereótipo criado é que o ensinamento religioso publicado pela Sociedade Torre de Vigia é o verdadeiro alimento espiritual provido por Deus. Todas as demais fontes de informação resumem-se a filosofias e pensamentos de homens, devendo ser encaradas como tal.

Estes estereótipos são alimentados exclusivamente por informações tendenciosas publicadas pela Sociedade Torre de Vigia, preparadas de maneira a justificar a autoridade do Corpo Governante e a existência de uma classe "Escravo fiel e discreto", bem como a condicionar a mente dos seus leitores / adeptos a aceitar sem questionamentos as suas eviências e as conclusões propostas. Usando a Bíblia, procuram dar a certeza de que existem provas biblicas apontando para as Testemunhas de Jeová como os verdadeiros cristãos, a religião verdadeira, e os únicos portadores da Verdade bíblica.

Substituição de Nomes Editar

A substituição de nomes é outra prática comum dos propagandistas. Ao criar a mensagem, o propagandista substituirá algumas palavras por outras, que produzirão uma impressão diferente do sentido original, com objetivo de realçar ou diminuir emoções, e assim, conquistar a aceitação / simpatia da sua mensagem pelo público-alvo.

Seleção das Evidências Editar

O propagandista seleciona cuidadosamente a informação para que os pontos destacados estimulem os leitores para as conclusões que, espera-se, eles atinjam. Informações contrárias são cuidadosamente omitidas ou atenuadas quando estas são desfavoráveis para influenciar a conclusão final esperada. Espera-se do leitor um julgamento baseado única e exclusivamente nas indicações e dados fornecidos pelas publicações da Sociedade Torre de Vigia. Frequentemente, seus leitores não tem conhecimento da existência de outras informações credíveis que possam contradizer a conclusão que se espera deles. A seleção cuidadosa das evidências deliberadamente limita a possibilidade dos leitores de questionar as afirmações e as conclusões do propagandista.

Similar a esta é a argumentação onde toda a evidência (verdadeira, distorcida ou falsa) é estruturada em ordem lógica, de modo que sejam lidas uma a uma, em sequência, fazendo com que no final, a única conclusão possível seja aquela que o propagandista quer que seja aceita. Isso é notório ao comparar os argumentos do propagandista com as ideias dos seus opositores; isso é feito de tal maneira que o ponto de vista do propagandista parece ser sempre o mais correto e lógico. As publicações da Sociedade Torre de Vigia (dos EUA), usadas pelas Testemunhas de Jeová, são bastante seletivas no material apresentado aos seus leitores.

Exemplos disso são: O Que a Bíblia Realmente Ensina, livro atualmente usado como manual para se dirigir o Estudo da Bíblia com as pessoas interessadas, e para consolidar os conhecimentos adquiridos, Adore o Único Deus Verdadeiro. Nos seus estudos, os estudantes são desde cedo orientados a usar a Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas. Porém, eles desconhecem das críticas feitas pelos eruditos bíblicos a esta tradução biblica. Outras publicações bastante seletivas nas evidências apresentadas são, por exemplo: A Sentinela e Despertai!, as suas principais revistas de divulgação doutrinária, Raciocínios à base das Escrituras, o manual dos publicadores, Testemunhas de Jeová - Proclamadores do Reino de Deus, um relato da historia autorizada da religião, Estudo Perspicaz das Escrituras, dicionário enciclopédico bíblico em que alguns fatos históricos são ajustados à sua teologia, ...

Uma pessoa desinformada, bombardeada por enorme quantidade de informações e de evidências selecionadas nas publicações da Sociedade Torre de Vigia, muito provavelmente concordará com o seu ponto de vista. Contudo, existe sempre algo que não foi omitido ou foi apresentado fora do seu contexto, deslocado do objetivo original, assunto abordado de forma fracionada e reintrepertado, de tal forma que a Sociedade Torre de Vigia induz o leitor a concluir que o seu ponto de vista é a Verdade. Ela usa somente as informações que apontem na direção de suas conclusões e ignorará ou desvalorizará qualquer informação contrária que possa levar alguém a uma conclusão diferente que não a sua.

Distorções, Omissões e Falsidade Editar

A falsidade é um método comummente usado pelos propagandistas com grande eficácia. Os líderes das Testemunhas de Jeová têm um histórico de citações equivocadas, de enganos doutrinais e espetativas fustradas. Seus artigos citam frequentemente a Bíblia e outras fontes de referência fora do contexto, apenas na parte que interessa para prover base a sua teologia. A liderança da religião não considera ser mentiroso, distorcer e ocultar fatos ou omitir toda a verdade a quem entende não ter o direito de a saber. Isso é usado para manter sua credibilidade, apesar dos fatos e das evidências contrárias.

Note um exemplo disto: "Russell nunca reivindicou ser o Servo fiel e discreto." (Aproximou-se o Reino de Deus de Mil Anos, 1973, pág. 346) Mas a realidade é outra. Apesar de Russell não tenha sido inicialmente adepto da ideia de um indivíduo como representando o Servo fiel e prudente de Mateus 24:45, mas de uma pessoa coletiva, ainda assim ele não rejeitou esta crença em torno dele. Na verdade, este ensino foi advogado pelos Estudantes da Bíblia por 30 anos. (Testemunhas de Jeová - Proclamadores do Reino de Deus, 1993, pág. 143) "Pastor Russell conhecia de perto as Escrituras. Ele acreditava que Cristo tinha estado presente desde 1874. Ele admitiu também em particular que era o Servo fiel e discreto." (A Torre de Vigia de 1/12/1916) "O Servo fiel e discreto do Senhor, Pastor Russell." (Estudos das Escrituras, Vol. 7 - O Mistério Consumado, pág. 418, ed. inglês de 1917)

Repetição Editar

Joseph Goebbles, ministro da propaganda de Adolf Hitler, sustentava: "Se uma mentira for repetida mil vezes, sempre com convição, tornar-se-á uma verdade". O propagandista usa a repetição para gravar a mensagem nas mentes dos seus ouvintes. Portanto, se uma palavra, frase ou ideia for usada repetidas vezes, depois de algum tempo será aceita, podendo ser uma verdade distorcida ou errada. As publicações da Sociedade Torre de Vigia usa astutamente muito esta técnica e repetem exaustivamente muitas frases, palavras e ideias em todas as suas páginas.

Escolha de um Inimigo Editar

O propagandista terá sempre um inimigo - real ou imaginário que tenta frustrar a suposta vontade de seus ouvintes ou a Vontade de Deus. A agressividade é direcionada para o inimigo identificado. O propagandista descreve o inimigo com imagens estereotipadas com conotações negativas e diabólicas. Isso ajuda consolidar a unidade e lealdade dos que estão dentro do grupo. Quanto mais forte o inimigo, mais forte será a unificação do grupo à causa, uma unificação baseada no medo [ de pecar e ser destruído por Deus ] e no ódio [ "odiar o que Deus odeia" ].

A Sociedade Torre de Vigia foi bem sucedida em criar imagens temíveis de inimigos maléficos para incutir medo e suspeita nas Testemunhas de Jeová. É neste contexto que se entende as diversas denúncias de Imagens subliminares em muitas de suas publicações. Instilam também a imagem de que Deus protege aqueles que mantêm a obediência e lealdade dentro da Organização de Deus dirigida pelo Corpo Governante, como única maneira de assegurar a Vida Eterna num Paraiso na Terra após a destruição deste mundo ímpio. Esta lealdade inclui persistir na sua obra biblica mundial de Evangelização assente no voluntariado de seus membros. Ao mesmo tempo em que Satanás, o Diabo, os governos humanos e a Religião Falsa, estarão fazendo violenta oposição ao povo de Deus. Todas as críticas dirigidas ao Corpo Governante e à sua teologia, são exageradamente transformadas em perseguição e intolerância religiosa. Ao mesmo tempo, os autores das críticas são encarados como agentes de Satanás, o Diabo.

Ligações Internas Editar

Ligações Externas Editar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória